23 de set de 2015

Feliz quarta-feira! Cuidando de nossa saúde.

Nos últimos 10 anos nunca houve um índice tão alto em alertas para os cuidados com a saúde feminina como temos nos dias atuais.
Essa matéria que apresento sobre a região pelve interna é um alerta para vocês queridas leitoras passarem a se observar mais.
Essa excelente matéria vem  do Catraca Livre - página no Facebook.
Para todas vocês um fraterno abraço e uma boa leitura.

Nicinha


Quatro sinais que denunciam problemas na área íntima feminina.


Entender como funciona o corpo-humano é importante para o autoconhecimento e também para identificar quando algo não está correto com o organismo. Para a mulher, o autoexame pode ser muito difícil. Seja pela dificuldade de enxergar o órgão interno, ou pelo tabu que acerca a vagina.

Ao buscar informações e entender sobre a região íntima, a mulher é capaz de diagnosticar precocemente uma série de doenças. O site ‘Minha Vida’, parceiro do Catraca Livre, listou quatro.
  • Aparência da menstruação
Quando um fator destoa do padrão que acompanha o período menstrual da mulher, como intensidade e duração do fluxo e variação de intervalo entre um sangramento e outro, pode ser sinal de alguma alteração hormonal, orgânica ou, até mesmo, funcional.
Um fluxo que passa a ser muito intenso ou com maior duração, por exemplo, pode ser indício da presença de um mioma, um tumor benigno. Alterações na coloração menstrual pode estar relacionadas a algumas mudanças do corpo. Endometriose, feridas na vagina, útero ou colo do útero, HPV e outras DST’s, cisto no ovário, alterações hormonais por medicamento, estresse e mudança da pílula anticoncepcional são alguns exemplos.
  • Coceira vaginal
De acordo com os especialistas, esse sintoma pode indicar desde uma alergia até DSTs. Processos irritativos por algum produto externo, parasitoses, infecção por HPV, candidíase, alergias e doenças como psoríase, dermatites e até câncer tem como sintoma a coceira vaginal.
Sintomas relacionados à coceira como secreção de coloração e odor estranho, dor ao urinar, vermelhidão, inchaço e dor no ato sexual indicam que o problema é mais grave do que uma simples irritação.
  • Flatulência vaginal
A flatulência acontece quando o ar que eventualmente entrou na vagina durante um ato sexual seja expelido. O som emitido é o mesmo de uma flatulência regular. No entanto, quando a flatulência não ocorre durante uma relação sexual, o sintoma indica que a musculatura da vagina precisa ser exercitada.
  • Urgência para urinar acompanhada de dor
Cerca de 50% das mulheres adultas já sofreram com esses sintomas. Ardência e dor na hora de urinar, combinado com uma urgência frequente para ir ao banheiro indicam sintomas da infecção urinária













Um comentário:

  1. Adorei sua explicações amiga Nicinha.
    Por esse motivo devemos fazer todos os exames Ginecológicos anualmente,sem esquecer também da Mamografia e quando esses sintomas apareceram,procurar urgente um Ginecologista.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.