11 de jan de 2014

Você se julga uma pessoa justa?

Não podemos manter uma conduta justa se não houver paz.
O nosso crescimento em assuntos espirituais pode ser prejudicado se temos traços de personalidade que podem romper a paz com nossos vizinhos, filhos, conjuge, colegas de trabalho e até com ex namorado e marido...
Mas por estarmos sempre prontos a perdoar e a nos empenhar pelo bem-estar de outros, nós produzimos condições que resultam em verdadeira prosperidade.
Além disso, "dádivas em homens" podem ser uma verdadeira força em favor da união.
Dádivas que Você pode desenvolver por estar sempre buscando em avaliar se sua conduta irá trazer paz para os demais, se suas palavras pronunciadas ou escritas na internet, no celular...são realmente dignas de serem apresentadas.
Ser uma pessoa justa começa inicialmente por Você, avaliando principalmente se onde errou e tem certeza disso, ao passar do tempo fez ajustes para desfazer ou pelo menos amenizar quem foi prejudicado; também tem a questão do que na sua forma de ser justo suas ações não estão induzindo outros a não serem razoáveis na vida; também na sua forma de se omitir não estará tirando o direito de outros a serem felizes e justos até mesmo com Você.
Não deixe que sua forma de justiça seja também a maneira de conduzir e induzir as ações dos demais.
Ser merecedor de justiça é ter sempre em mente que a justiça para si é quando se coloca em prática a favor dos injustiçados, se permitir a isso pode trazer grandes recompensas com o tempo.
Ter os cuidados para não se mostrar justo demais também é importante, afinal nossa imperfeição humana depende muito de nosso revestimento de personalidade, nos despirmos daquilo que realmente não nos trará uma pontuação justa para com nosso semelhante.

Abraços

Nicinha

7 comentários:

  1. Um bom final de semana!!

    Nesse começo de ano quero desejar muita paz
    saúde e sucesso nesse espaço tão bonito onde
    encontrei uma amizade perfeita.
    Parabéns sempre, e que td por aqui continue assim
    Cheio de encantos

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Nicinha

    Adorei ler o teu texto! Lindo.

    Beijo, bom fim de semana

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Nicinha, sou justiçeira por isso creio ser justa,rs...P`rocuro sempre, pelo menos ser! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Acima de tudo, a pessoa tem que ter empatia, sempre se colocando no lugar de outrém "será que se eu fosse fulano não faria a mesma coisa?"... muitas coisas só aprendemos com o passar dos tempos e o amadurecimento. Podemos até nos achar pessoas justas, mas nem sempre quando analisamos o somos.

    Ótima semana! Bjkssss

    ResponderExcluir
  5. Nicinha, gostei muitíssimo do seu texto.Leva-nos a pensar e refletir sobre o assunto.Responder a sua pergunta é muito difícil,pois eu procuro ser justa em todas as situações que a vida nos apresenta, porém às vezes perante as outras pessoas parecemos ser injustas.Ótimo texto. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nicinha, uma excelente semana a vc!
    Muitos são céticos com relação a essa coisa de signos, mas não posso deixar de comentar que, no meu caso e de meu marido, que somos librianos, essa questão esotérica bate 100%. Librianos, que são representados pela justiça, não toleram, de forma alguma, qlqr tipo de injustiça!

    Um abração e obrigada pelo carinho de sempre ao meu blog.
    Bjs,
    Monique

    Blog da Monique - bymona.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Nicinha , gostei bastante do post . Sendo a justiça uma das quatro virtudes cardeais , a rigor , deveria estar presente em nossas ações . Ela regula a convivência entre os homens e dela brota a paz . Se cada um fizer sua parte , respeitando a dignidade inata do ser humano , a justiça reinará . Façamos pois , justiça . Beijos

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.