28 de set de 2012

Esta é realmente a pessoa certa para eu me casar? vamos refletir...


Sim ou não?


Se você acaba de ser pedida - ou pedido - em casamento, mas tem dúvidas, não ignore suas dúvidas.
Psicólogos da Universidade da Califórnia de Los Angeles (EUA) fizeram o primeiro estudo que avaliou se dúvidas anteriores ao casamento estariam associadas com casamento infelizes e com divórcios.
E a resposta foi positiva.
O estudo mostrou que dúvidas que assolem os noivos sobre se devem ou não se casar com aquela pessoa específica geralmente são sinais de alerta de problemas à frente se eles prosseguirem com o casamento.
Dúvidas como sinal de alerta
"As pessoas pensam que todo o mundo tem dúvidas quando ao casamento e que isso não deve ser motivo de preocupação," disse o Dr. Justin Lavner.
"Nós descobrimos que as dúvidas são comuns, mas não são benignas. Recém-casados que tiveram dúvidas sobre se deveriam se casar apresentaram duas vezes e meia mais probabilidade de se divorciar nos primeiros quatro anos do casamento do que cônjuges que não tiveram dúvidas," relata o pesquisador.
E mesmo entre aqueles casais que tiveram dúvidas, mas que continuavam casados depois de quatro anos, a satisfação com o casamento era bem menor do que entre aqueles que não duvidaram de que o noivo era o parceiro certo.
"Você conhece a si mesmo, seu parceiro e seu relacionamento melhor do que ninguém. Se você está se sentindo nervosa quanto ao casamento, preste atenção a isso. Vale a pena explorar o que você está lhe deixando nervosa," recomenda Lavner.
Medos premonitórios
Os pesquisadores monitoraram 232 casais, entrevistando-os a cada seis meses até quatro anos depois do casamento. A média de idade dos cônjuges era de 27 anos para os homens e 25 anos para as mulheres.
Antes do casamento, as dúvidas sobre se o casamento daria certo atingiam 47% dos homens e 38% das mulheres.
Entre as mulheres que tinham dúvidas, 19% estavam divorciadas ao final dos quatro anos, contra 8% das que não tinham dúvidas.
Entre os homens que tinham dúvidas, 14% estavam divorciados ao final dos quatro anos, contra 9% dos que não tinham dúvidas.
Para comparação, entre os casais nos quais nenhum dos dois cônjuges tinha dúvidas sobre ter escolhido o parceiro certo para casar - eles eram 36% do total -, 6% estavam divorciados ao final dos quatro anos.
Quando apenas o marido tinha dúvidas, 10% se divorciou. Quando apenas a esposa tinha dúvidas, 18% se divorciou. Quando ambos tinham dúvidas, 20% se divorciou.
Ou seja, embora tenham menos dúvidas antes do casamento, a famosa "intuição feminina" parece funcionar melhor, já que foram elas que tiveram maior índice de acerto em seus "medos premonitórios".
Ponto de vista: Independente de religião, idade, se já foi casada ou teve vários relacionamentos penso que quando duas pessoas resolvem morar juntas ou bem próximas tipo um do outro lado da calçada e o outro em frente, é porque tem em sintonia muitas coisas, a base é a confiança e o respeito, se perder um desses sentimentos, é melhor mudar de rua e parceiro.

Perseverança.

6 comentários:

  1. "a base é a confiança e o respeito, se perder um desses sentimentos, é melhor mudar de rua e parceiro."

    Sou casado a algumas décadas com vários atritos, mas como você falou, sempre com confiança e respeito um para com o outro.

    Valeu ae as palras elogiosas lá no meu blog!

    abração!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida!
    Gostei da postagem...interessante e reflexiva.
    Vim retribuir o seu carinho no Sonhos!
    Obrigada pela presença iluminada!
    Bjs, Tenha uma semana feliz!!
    Josi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iluminda é vc minha querida, que faz aquelas maravilhas que encantam nossos olhos, bjs

      Excluir
  3. Ótimo artigo, vem em uma hora interessante para mim!
    Parabéns pela abordagem do assunto e tbm um abraço fraternal para você, e se não for apertadinho não tem graça mesmo.

    Agradeço seus comentários no meu blog
    Lorenzo Busato

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.