15/07/2012

VIRILHA MASCULINA E A PROSTATITE.

O que é prostatite?
 Prostatite é a inflamação da próstata, uma glândula do aparelho reprodutor masculino, do tamanho de uma noz, localizada embaixo da bexiga e atrás do reto.
A próstata produz o sêmen que alimenta e transporta os espermatozoides.
A prostatite muitas vezes provoca dor ou dificuldade para urinar.
Outros sintomas incluem dor na virilha, na região pélvica ou nos órgãos genitais, e, às vezes, sintomas parecidos com os de uma gripe.
 A prostatite pode ter várias causas diferentes.
Ela pode surgir gradual ou subitamente.
Pode melhorar rapidamente, seja por conta própria ou com o tratamento.
Alguns tipos de prostatite duram meses ou apresentam várias recorrências.
Quais são os sintomas?
Os sintomas da prostatite variam dependendo da causa.
Eles podem incluir: Dor ou ardor ao urinar (disúria).
Dificuldade para urinar, levando a intervalos no jato urinário.
Micção frequente, especialmente à noite (noctúria).
Urgência para urinar.
Dor no abdome, virilha ou parte inferior das costas.
Dor na área entre o escroto e o reto (períneo).
Dor ou desconforto no pênis ou nos testículos.
Orgasmos dolorosos (ejaculações) ou dificeis de acontecer.
Sintomas de gripe (quando é uma prostatite bacteriana).
Quais os tipos de prostatite?
 Baseado em seus sintomas e nos exames laboratoriais solicitados, o médico poderá concluir que você tem um dos seguintes tipos de prostatite: 
**Prostatite bacteriana aguda.
Este tipo de prostatite pode causar sintomas gripais, febre, calafrios, náuseas e vômitos.
Prostatite bacteriana crônica. 
Esta prostatite bacteriana dura pelo menos três meses devido a infecções recorrentes ou de difícil tratamento. 
Infecções do trato urinário são comuns junto a este tipo de prostatite. 
Entre uma recorrência e outra, a prostatite crônica pode não mostrar sintomas ou ter sintomas mínimos que se tornam mais graves quando a infecção reaparece.
Prostatite crônica não causada por bactérias. 
Esta condição é muitas vezes referida como a prostatite não-bacteriana crônica ou síndrome da dor pélvica crônica. Tem a duração de pelo menos três meses. 
A maioria dos casos de prostatite está nesta categoria.
Para alguns homens, os sintomas permanecem sem alterações ao longo do tempo. 
Para outros, eles aparecem em ciclos. 
Por vezes, podem melhorar até mesmo sem tratamento.

Prostatite assintomática. Também conhecida como prostatite inflamatória assintomática, ela não causa sintomas e constitui-se em um achado de exames complementares realizados para outras condições. Este tipo não requer tratamento, porem observado com atencao. 

Quais são as causas da prostatite?
 A prostatite bacteriana pode ser causada por cepas de Escherichia coli, uma bactéria que também é o agente etiológico de várias infecções urinárias.
Outros germes menos comuns são: Proteus, Klebsiellla, Enterobacter, Pseudomonas ou Serratia. 
A infecção pode começar quando há ascensão de uma infecção localizada mais abaixo na uretra ou por refluxo de urina infectada para os ductos prostáticos. 
Também ocorre por bactérias que habitam o reto e chegam à próstata diretamente ou através dos gânglios linfáticos ou por bactérias existentes no sangue que chegam à próstata através de vasos que irrigam esta glândula. 
 Na maioria dos casos de prostatite, a causa não é identificada.

Outras causas que não a infecção bacteriana podem incluir:
Desordens do sistema imunológico.
Distúrbios do sistema nervoso. 
Ferimentos na próstata ou na região da próstata. 

Quais são os fatores de risco? 
Fatores de risco para a prostatite incluem: 
Ser jovem ou de meia-idade. 
Episódios prévios de prostatite ( sintomas de dor como se fossem disfuncao fisica ou caimbras ). 
Ter uma infecção na bexiga ou na uretra. 
Trauma na região pélvica. 
Desidratação. Uso de catéter urinário (tubo inserido na uretra para drenar a bexiga).

Relação sexual desprotegida.
Ser portador do vírus HIV ou ter (HPV) AIDS.
Estar sob estresse psicológico.
Hereditariedade.
Algumas características hereditárias podem facilitar o aparecimento da prostatite. 

Quando consultar um médico? 
Quando um homem sente dor pélvica, dificuldade ou dor para urinar ou tem orgasmos dolorosos (ejaculações durante o relacao), ele deve consultar um médico (urologista). 
Quando não tratados, alguns tipos de prostatite podem causar o agravamento da infecção ou outros problemas de saúde.
Para os homens que fazem uso de estimulantes para manter ou ter ereção e prazer (viagras da vida), o risco de uma infecção é mais grave, pois o seu aparelho genital irá sofrer uma pressão sobre medicação não identificada e orientada pelo médico, podendo ter com o passar do tempo uma falência dos orgãos. 

A depilação seja ela através de cera ou de outra forma, ela deve fazer parte da higiene íntima do homem, o importante se caso houver algum desconforto na virilha deve procurar um medico o mais rapido possivel, idade de 50 a 65, tais sintomas podem evoluir internamente e os danos podem ser muitos, por exemplo dirigir, caminhadas e corridas é algumas modalidades esportivas podem ficar proibidas.
Imagens:  conjunto de 3 fotos mostra os passos da disfuncao em virilha com micose e prostatite interna e a segunda imagem mostra micose/dermatite avancada externa e prostatite interna

Perseveranca


Parte da pesquisa foi da  fonte de texto  ABC medicos.br, que também faz parte do meu projeto.

7 comentários:

  1. Está certo o homem ter cuidados consigo. Chega de ele pensar que é super, que é inatingível, que é demais. Ótima publicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super é o homem que se cuida, nesse ato ele também acaba por cuidar indiretamente de seu cônjuge, bj Lola no seu coração

      Excluir
  2. O site ABC é um dos melhores na Mídia para este tipo de pesquisa e é bom salientar isso aqui no blog pq os homens estão deixando para cuidar de sua saúde só quando já estão com sintomas graves.


    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Andréia, essa é a finalidade do blog, se não for assim não me interessa postar coisinhas fúteis e sem uma realidade viva e atuante; os homens ainda sofrem com o preconceito de que ter um pênis grande e duro é o fundamental, na matéria coloquei também meu ponto de vista entre um paragrafo e outro, no hospital temos essa vivencia de ter paciente que chegam em um estágio avançado e a solução as vezes é a cirúrgia.
      Bj

      Excluir
  3. Oi Nice... muito boa a matéria li na integra Parabéns....

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Agradeço sua visita, de uma próxima vez que nos visitar por favor deixe seu primeiro nome/apelido e a região que reside; isso é para distinguir de péssimos comentários na página.
      Agradeço sua visita e espero que possa ter um bom proveito da matéria.
      Estou preparando uma matéria especial para o Dia do Homem, afinal vcs merecem também.
      Abraço fraterno

      Excluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
fraterno abraço, desejando felicidades.