8 de jul de 2012

Procurando bem estar - Dica do dia.


Alerta do e-mail
Ficar sem acesso ao e-mail no trabalho reduz significativamente o estresse, e permite que os funcionários se concentrem muito melhor em suas tarefas.
Esta é a conclusão de um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia (EUA), que garantem também que os funcionários ficaram felizes com isso.
O acompanhamento dos funcionários foi feito por meio de monitores de frequência cardíaca e por um programa que contava quantas vezes cada voluntário alternava entre as janelas dos aplicativos.
As pessoas com acesso livre ao e-mail alternavam de telas duas vezes mais, e estavam em constante estado de "alerta elevado", com uma frequência cardíaca mais constante.
Aqueles sem acesso ao e-mail por cinco dias apresentaram batimentos cardíacos mais naturais, que variam mais ao longo do dia e dependendo da tarefa.

Férias no e-mail
A pesquisadora afirmou que esses resultados podem ser úteis para aumentar a produtividade.
Ela sugere que as empresas controlem os tempos de login no e-mail ou liberem as mensagens para as caixas postais pessoais em lotes por horário.
"Férias de e-mail no trabalho podem ser uma boa ideia. "Precisamosexperimentar isso," propõe ela.
Interação pessoal
A pesquisadora contou que foi muito difícil encontrar voluntários que se dispusessem a ficar cinco dias sem e-mail durante todo o horário de trabalho.
Depois disso, contudo, continua ela, "os participantes adoraram ficar sem e-mail, especialmente sabendo que o seu gerente sabia e concordava com isso. Em geral, eles ficaram mais felizes em interagir pessoalmente."
Principalmente porque muitos relataram que, para ficarem antenados com o resto do mundo, e não se sentirem isolados, procuravam informações que seus colegas com e-mail pudessem ter recebido.
Fonte: Diário da Saúde

Ponto de vista: Sendo assim estou entrando em férias eletronicamente, mas deixo tudo programado.

Nicinha




5 comentários:

  1. O seu blog é útil a todos e o silêncio é aliado dos profissionais de saúde que precisam de concentração para trabalhar com o ser humano. Agora, acredito que o paciente tenha direito de saber sobre os procedimentos médicos e de enfermagem aos quais ele é submetido sem subterfúgios ou mesmo,o silêncio, é uma escolha dele e da família dele, às vezes um dever. Mas sem prejudicar o atendimento aos outros pacientes! Concordo! Precisava dizer isto porque a medicina não é contra os direitos humanos e de informação, ela salva e eu acredito na vida. Sigo o seu blog. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia linda passando para devolver o carinho uma excelente semana que Deus abençoe nossas vidas

    ResponderExcluir
  3. Há muitos anos, numa empresa onde trabalhei, já nessa altura era vedado por parte da administração, o acesso ao e-mail pessoal e, em alguns casos, o acesso à internet.
    Hoje, já é uma realidade uma grande parte das empresas que exigem dos seus trabalhadores que, na 'hora do patrão' não percam tempo com e-mail, msn, facebook...

    Terão sempre que existir regras e bom senso.

    Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  4. É verdade. Sem dúvida, não só a produtividade como também a qualidade do serviço de qualquer funcionário cai muito quando o mesmo fica paralelamente ao trabalho, conectado com seu e-mail particular, bem como, conectado em qualquer rede social alheia aos assuntos da empresa.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Olá querida,

    Realmente acredito que seja verdade essa pesquisa. A rede social tira o trabalhor do foco do trabalho e do raciocinio penso eu.
    Acho que atrapalha a produtividade da empresa.

    Adorei a postagem!

    Beijos e ótima férias.

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.