22 de dez de 2011

Verão oficialmente chegou e com ele os cuidados com nossa Saúde.


Com a chegada do verão e o calor muitas vezes de até 35º costumamos vestir roupas leves, durmir de janelas abertas, chegar em casa e ligar o ar condicionado, ficar descalço logo após tirar os sapatos; outra situação frequente é abrir a geladeira e abraçar tudo que encontra sorvetes, cervejinha..., e com isso também temos o aumento da poluição e a umidade do ar ficando sempre a espera de uma chuvinha, outro item os bichinhos de estimação, eles não devem durmir dentro de casa nessa época, para o seu bem e o deles também, e claro temos os casos hereditários ou seja de ter sempre um membro da familia com asma-bronquite. Essa noite o atendimento de pessoas com crise asmática no pronto socorro foi alarmante, pois eram crises que poderiam ser evitadas se as pessoas tivessem mais cuidados com atitudes simples a serem evitadas, veja ai as dicas e espero que tenham e possam tirar bom proveito. Perseverança

Asma
Costuma ser chamada de bronquite ou bronquite asmática. É uma doença pulmonar crônica em que ocorre inflamação das vias aéreas, que conduzem o ar para os pulmões.
Isso provoca o estreitamento (broncospasmo) e edema dos brônquios (pequenos canais que conduzem ar aos pulmões), o que dificulta a livre passagem do ar. Pessoas de qualquer idade podem sofrer de asma, mas, a maioria dos casos é diagnosticada na infância e é comum a manifestação em membros de uma mesma família.

Causa - voltar ao topo

A asma é uma doença de causa multifatorial. Estão relacionados à ocorrência de asma fatores genéticos, ambientais, fumaça de cigarro, poeira doméstica e ácaros, ou desencadeantes, como infecções das vias respiratórias por vírus, medicamentos, entre outros. Pais fumantes levam a um aumento considerável da susceptibilidade nas crianças às crises asmáticas.

Principais sinais e sintomas - voltar ao topo
As crises de falta de ar são os sintomas mais comuns.
Mas, problemas crônicos também indicam a doença, como tosse seca, cansaço, chiado e sensação de opressão no peito.


Evolução - voltar ao topo
De acordo com a freqüência e a intensidade dos sintomas, pode-se classificar a asma como intermitente, persistente leve, persistente moderada ou persistente grave.
Estima-se que de 5 a 10% dos pacientes apresentem o quadro grave, que é responsável pela maior parte da mortalidade associada à asma.


Tratamento - voltar ao topo
A asma não tem cura, mas pode ser controlada através de tratamento. Ele pode ser preventivo ou para alívio imediato das crises, como os remédios em spray, também conhecidos como “ bombinhas” .Existem alternativas terapêuticas para o tratamento em longo prazo, como os corticóide inalatórios, fisioterapia respiratória e. em alguns casos, vacinas.


Prevenção - voltar ao topo
Para amenizar os sintomas e evitar as crises, são necessárias algumas medidas preventivas:
- ficar longe da fumaça de cigarro e da poluição;
- evitar ambientes com muita poeira e ácaros;
- não conviver com animais domésticos, como gatos e cachorros;
- proteger-se das mudanças bruscas de temperatura;
- prevenir-se contra gripes e resfriados;
- praticar exercícios respiratórios, como natação e ioga.

Fonte de estudo e nossa parceria com Ministério da Saúde, livro “A saúde de nossos filhos”, do Hospital Israelita Albert Einstein, Unimed Paulistana News

Um comentário:

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.