20 de ago de 2011

A praia do pobre paulistano é o bar.
Trago aqui as minhas criticas sobre os bares da cidade, já publicadas no blog do amigo Continho.
No bar criam-se e desfazem-se laços de amor, de amizade e ódio, eu, como dizia Vinicius, nunca vi amizade nascer em leiteira!
Mario Mammana

2 comentários:

  1. Boa tarde amiga Perseverança. Gostei do seu blog.
    É bem eclético. Agradeço sua visita e gentis palavras ao meu blog principal.
    Que Jesus te abençoe.
    Beijos,
    Carlos espírita

    ResponderExcluir
  2. Carlos querido!, eu que agradeço pela visita e com certeza nosso Mestre maior Jesus estará e está todos os dias em nossas vidas.
    Bjs

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.