14 de jun de 2011

Por que ela é tão importante? Refletindo... para dias melhores





Provavelmente tomamos dezenas delas todos os dias.





Muitas não são de grande importância.





Algumas, porém, podem causar um impacto profundo na nossa vida.





Mas será que todas que tomamos é a certa?





Como elas são aceitas e compreendidas pelos outros?





Muitas outras temos que ser duros ou até dramáticos, para o bem daqueles que amamos.





Estou falando de tomar DECISÕES.





Em todas as nossas decisões, grandes ou pequenas, a nossa maior preocupação é a familia e a nossa fé, honrar a Deus.





Pela familia, temos medo ou receio de sermos irresponsáveis nas nossas ações e sermos crucificados, no trabalho de acabar cedendo o nosso lugar, já com a nossa fé, sabemos que Deus está sempre de plantão e nos aceitar e perdoar, então não nos preocupamos em errar.





Decisão errada.





E por fim de progredir naquilo que achamos certo, adquirir madureza e assim fazer os outros nos respeitar nas nossas convicções.





Então tomar decisões que reflitam as nossas convicções, não as dos outros.

E quando as decisões alheias nos afetam? ponderar, refletir ainda é a melhor e mais justa atitude.

Pensar em imitar, revidando da mesma forma, não seria uma decisão sábia, o efeito causado em você, poderá não ser o mesmo na outra pessoa.





Nem todos que querem tomar decisões por nós querem o nosso mal. Enchergam situações que nós não podemos ver, os alertas, os conselhos quando bem explicados nos ajudam a tomar DECISÕES certas.





O medo ou receio pode nos paralisar, medo de tomar uma decisão errada, de fracassar ou parecer tolo. É compreensível, ninguém quer tomar decisão errada que cause dificuldade e talvez vergonha. Seria o mesmo que uma pessoa em um barco sem leme num mar agitado, e isso posso ver nas pessoas, os instáveis conceitos, que jogam as pessoas de um lado para outro, vamos vivendo da melhor forma, conformismo.





Um vilão nesses dias é a ANSIEDADE com relação as decisões a serem tomadas, as expectativas quando não realizadas, podem nos fazer tomar decisões erradas.





Reavaliar a decisão e fazer ajustes é a melhor ação para com você mesmo; o bom exemplo é um dos melhores mestres.





De todos os passos são em nossas orações que podemos encontrar alivio mental e tomar as decisões certas, sem depender da opinião alheia, não procrastine, quem faz isso talvez apresente falsas desculpas para não agir.





Passos que podem ajudar:





1- evite presunção





2- reavaliar e ajustar se necessário algumas decisões





3- orar pedindo sabedoria





4- ser mais modesto ao ponto de ouvir outros










Textos para acompanhar em sua Bíblia:





Romanos cap 14 vers 1 ao 3





Gálatas cap 6 vers 4 e 5










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.