14 de jun de 2011

Parar de fumar emagrece ou engorda?

Embora o fumo continue como uma das principais causas de mortalidade em todo o mundo, o novo estudo levanta a possibilidade de desenvolver tratamentos com base na nicotina para ajudar pessoas a parar de fumar e, ao mesmo tempo, evitar a obesidade e distúrbios metabólicos.
De um lado, é comum ver pessoas que engordaram após largar o cigarro - ou que dizem continuar a fumar para não ganhar peso.
No lado oposto, os fumantes costumam morrer mais cedo - e mais magros.
Agora, uma nova pesquisa, publicada na revista Science destaca a relação entre fumo e peso.
Fumar não implica ficar magro, mas muitas pessoas dizem que não param de fumar por medo de ganhar peso.

Nosso objetivo é ajudar as pessoas a manter seu peso após largar o cigarro e, eventualmente, ajudar também aos não fumantes que lutam contra a obesidade", disse Marina Picciotto, da Universidade de Yale (EUA).
Receptores cerebrais
Os cientistas realizaram em camundongos experimentos variados, entre os quais moleculares, farmacológicos, eletrofisiológicos, genéticos e comportamentais.
O grupo descobriu que a nicotina ativa um conjunto específico de circuitos nervosos centrais, conhecidos como receptores de melanocortina do hipotálamo.
Esses receptores, por sua vez, aumentam a atividade dos neurônios chamados de POMC (pró-opiomelanocortina) e de uma série de receptores de melanocortina 4.
Ou seja, a nicotina ativa células que sinalizam ao corpo que o indivíduo já comeu o suficiente.
Diário de Saúde


Normalmente em situações conflitantes, inesperadas ou até mesmo intuitivas, o hábito de fumar, com a leve impressão de que poderemos ser aliviados, é mera ilusão.

Um comentário:

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.