30 de mar de 2011

FIQUE DE OLHO!

A doença se disseminou no carnaval, favorecida pela grande aglomeração de pessoas. Conjuntivite atinge 713 e vira epidemia .

Catanduva vive uma epidemia de conjuntivite viral. A informação foi divulgada ontem pela Secretaria Municipal de Saúde, que já contabilizou, desde o início do ano até o dia 19 de março, 713 casos da doença. Até o dia 5 de março eram 35 casos por semana. De acordo com informações da SMS através da Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura, foi no carnaval que a doença estourou e o número de notificações semanais subiu para 75. A secretaria informa que a grande aglomeração de pessoas contribuiu para a disseminação do vírus. Já entre os dias 13 e 19 de março, 320 pessoas tiveram a confirmação de que haviam contraído a doença.

A secretaria compara dados históricos dos últimos dez anos, em que a incidência por cada mil habitantes não ultrapassava 1,7 casos. “A incidência de conjuntivite em março, conforme o Sistema Nacional de Notificação de Agravos (Sinan) é de 6,2 casos por mil habitantes”. “O desvio-padrão dos valores de freqüência observada na série histórica, entre 2001 e 2010, ultrapassou o limite máximo da variação esperada”, diz a diretora do departamento técnico de saúde, Priscila Balderrama. PREVENÇÃO/ Medidas preventivas, no sentido de orientar e conscientizar a população sobre a doença, já foram adotadas. “Além das unidades de saúde, temos ido a escolas, creches e ambientes fechados, com grande aglomeração de pessoas, para explicar sobre a conjuntivite. Qualquer sintoma deve ser observado”, diz a diretora. A Secretaria também emitirá boletins semanais sobre o número de notificações de conjuntivite. No início do mês, o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do Estado de São Paulo notificou as secretarias municipais de Saúde sobre a ocorrência de epidemia de conjuntivite viral em todo o Estado de São Paulo, causada por enterovírus. 2003 Foi o ano em que ocorreu a última epidemia de conjuntivite por enterovírus no Estado.


Transmissão: A conjuntivite viral é altamente transmissível e se dá por meio do contato direto com secreções oculares de uma pessoa infectada, mas também pode ocorrer de maneira indireta.


Indireto: O contágio indireto pode ocorrer por meio de superfícies, instrumentos ou soluções contaminadas (equipamentos oftálmicos, toalhas, travesseiros, lenços, lápis, copos, dentre outros).


Fonte por email: Marina Torres Agência BOM DIA

Imagem: blog do meu amigo Dr. Ivanildo/oftalmo.

Um comentário:

  1. Então vamos lavar as mãos em todas as oportunidades, maioria das doenças começam pelas mãos sujas, faça uma postagem sobre isso, seria muito legal, gostei do seu blog, bjs.
    Sueli/AMA/Heliópolis

    ResponderExcluir

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.