17 de jan de 2010

NO CORREDOR DA MORTE.



Marco Archer, 48 anos, instrutor de voo livre, condenado na Indonésia a pena de morte, motivo: por tentar entrar no país asíatico com 13,4 kg de COCAÍNA em sua asa delta.
O brasileiro quer que o presidente LULA interfira mais uma vez, a sua condenação se deu em 2004 e de lá pra cá esta esquecido numa cela. O presidente LULA já fez dois pedidos de clemência ao Sr. Susilo Bambang, o primeiro em 2006, negado; o segundo ainda não teve resposta.
O brasileiro Marco tem esperança de converter sua pena em pelo menos em PENA PERPÉTUA.
A família de Marco se resume em apenas em sua mãe de 70 anos a Sra. Carolina Archer e pelo qual sofre pois não tem mais filhos ou parentes se seu filho vier a morrer, somente Deus por ela, afirma em uma entrevista.
Segundo a Imparcial (jornal local) a ONG de direitos humanos, daquele país informa que de 1998 a 2009 já foram executados 21 pessoas sendo 7 por tráfico de drogas.
Detalhe, outro brasileiro também foi preso e teve em seu julgamento e condenado pelo mesmo motivo da Marco, é o surfista Rodrigo Gularte de 37 anos por tentar entrar com 6 kg de cocaína.
EXECUÇÃO: a execução é feita por 12 soldados com rifles; só duas armas são carregadas. Cada soldado atira uma vez, no peito do condenado. Se ele sobreviver, leva um tiro na cabeça, 'a queima-roupa.
FONTE DE LEITURA: Folha de São Paulo/17/01- RICARDO GALLO

Então pensamos e agimos na condenação de quem é USUÁRIO, cada um sabe o motivo de consumir e cada um sabe o motivo de estar junto, eu da minha parte jamais revelaria ou condenaria, a melhor forma é ajudar com compreenção, afeto e muito e muito RESPEITO.
As mudanças pessoais esta dentro de cada um e só cabe a Deus colocar a mudança no tempo certo e determinado por ele. Meu abraço caloroso e afetuoso para que é usuário e sinta que você nunca estara só, existe um ser supremo e maior que todos nós e ele sim é o único a te condenar ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.