11 de out de 2009

GYPSY, VIAJEI NO TEMPO E ME ENCONTREI POR AQUI... NÃO SEI O QUE ACONTECE HJ, ESTOU TÃO MUSICAL...



(Cigana)

Então estou de volta... ao subterrâneo de veludo
De volta ao chão... que eu amo...
Para um quarto com algumas rendas e flores de papel
De volta à cigana... que eu era... à cigana.. que eu era

Então tudo fica muito claro pra você
Bem, você sabe que é assim mesmo....
Soam relâmpagos, talvez uma vez, talvez duas
E iluminam a noite
E você enxerga sua cigana
Você enxerga sua cigana...

Para a cigana.... que continua...
Que encara a liberdade... com um pouco de medo..
Eu não tenho medo... Eu só tenho amor...
E se eu fosse uma criança... e essa criança fosse o bastante
Suficiente para que eu amasse
Suficiente para amar.....

Ela está dançando... longe de você, agora...
Ela foi só um desejo... Ela foi só um desejo...
E a lembrança dela é tudo o que lhe resta agora
E você consegue ver a sua cigana
Você enxerga a sua cigana....

Soam relâmpagos... talvez uma vez.. talvez duas
(E tudo fica tão claro pra você)
Quando tudo fica claro pra você
(Soam relâmpagos... talvez uma vez.. talvez duas)
E eu ainda vejo seus olhos brilhantes... Eu sempre te amei
E tudo fica tão claro pra você....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Feliz por sua visita! espero que tenha gostado e claro seja sempre bem vindo.
Fraterno abraço, desejando felicidades.